Como criar indicadores de gestão de TI

No mercado competitivo e de constante evolução tecnológica, os responsáveis por este processo possuem um grande desafio, tornar a área de TI de alto valor agregado e que ajude a direcionar as ações relevantes e com retorno para o negócio - Como criar indicadores de gestão de TI

Conversando com executivos no mercado, nota-se um receio com a evolução da tecnologia em suas organizações. Em palestras que realizei, alguns CEO`s pontuam o sentimento de que a TI para eles, parece uma “caixa preta” e que muitas vezes não tem clareza das melhores escolhas e direcionamentos que estão sendo tomados em TI.

“Precisamos olhar para onde o negócio esta caminhando e dentro da nossa estratégia traçarmos o melhor plano com objetivos e metas”

Quando pergunto para alguns CEO’s sobre itens referente a estratégia e governança de TI, a maioria responde que não tem ou não sabe se existe, em ambos casos existe uma falha.

Como criar indicadores de gestão de TI

Creio que na visão abaixo facilitará alguns entendimentos.

A TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) muitas vezes desenvolve muitos projetos, sendo estes: corretivos, evolutivos ou de Inovação, entretanto, na maior parte são projetos de complexidade alta para o negócio e o esforço da equipe geralmente é grande, mas como gerar valor e mostrar seus resultados?

Exemplo de BSC:

AAIA_wDGAAAAAQAAAAAAAArDAAAAJDVmYmQ1NjE1LTYwY2QtNDg4MS1iOTg3LTc2YzM3MjA5MWVkOA.jpg

Note: o BSC nada mais é do que alinharmos alguns elementos que possam ser medidos através de metas e indicadores. Ele é dividido em 4 camadas:

  1. Financeiro: O que TI pode agragar ou gerar retorno financeiro de TI
  2. Clientes: O que TI pode facilitar na vida dos usuários, melhorando suas experiencias e produtividade, gerando assim retorno financeiro.
  3. Processos Internos: O que TI precisa ter internamente de processos (ou prover) para melhorar a experiencia dos usuários e gerar mais produtividades, impactando assim na parte financeira.
  4. Aprendizado: O que TI precisa evoluir em aprendizado para melhorar os processos/sustentação, para impulsionar a experiencia dos usuários e gerar retorno financeiro.

Feito isto, traçaremos os objetivos e acordos, alinhando com os CEO as expectativas e retornos.

Dica:

Depois de longa caminhada, atuando em diversos projetos, apanhando e aprendendo, relaciono abaixo alguns elementos que me ajudaram a elevar a percepção de valor:

  • Elaborar uma plano estratégico Tecnologia (simples e objetivo)
  • Definir metas e indicadores (BSC)
  • Definir de papeis e responsabilidades (RACI)
  • Criar Politicas de Segurança
  • Definir plano de comunicação
  • Criar comitês de Tecnologia (envolver áreas)
  • Criar plano de continuidade de negócio
  • Definir acordo de niveis de serviços (SLA)
  • Criar um Capacity Plan (projetado mínimo 3 anos)

Nosso maior desafio é focarmos no que vai gerar maior resultado e visibilidade corporativa, as vezes, fazer menos e de forma planejada, definindo claramente os benefícios, pode ser mais, concordam ?

Acredito em um TI estratégico alinhado as reais necessidade de negócio, mas é um nome que acaba ficando muito no ar, mas na prática existem dificuldades que podem ser superadas, vamos nessa ?

Deixem seus comentários e dicas para evoluirmos juntos.

Obrigado e sucesso a todos !

Abraços


Autor: Fabio Varricchio, CEO da Sensr.IT e da Gap Solutions

  • Especialização Governança corporativa – Babson | USA
  • Especialização Governança Financeira – Columbia University | USA
  • MBA Gestão de empresas e negócios
  • Pôs graduado em Segurança da Informação

Duas décadas de experiência em estratégia de TI e Gestão de Negócios, atuou em grandes empresas em projetos nacionais e internacionais. Ajuda empresas a alcançarem os melhores objetivos através de TI. É especialista em Planejamento estratégico de TI, Planejamento estratégico Digital, Delivery Services, Governança e segurança da Informação, ERP, Projetos Web, desenvolvimento de negócios, consultoria empresarial.

Sensr.IT