Coach de equipe

Desenvolver uma equipe de alto desempenho focada na entrega de serviços de TI alinhados aos objetivos estratégicos de negócio, é de longe, a tarefa mais desafiadora para um gestor de TI, o Coach de Equipe.

Vou tentar compartilhar com você um pouco do que aprendi, principalmente com os meus erros, sobre este assunto e o potencial de resultados que você pode conquistar quando decidir colocar as pessoas em primeiro lugar, sendo um coach de equipe.

Vou tentar sintetizar neste artigo uma das melhores ferramentas que utilizo – depois de bastante tentativa e erro – e que me ajudam a atingir algum resultado positivo.

Mapa de concentração do conhecimento

Começando pelo mapa de concentração do conhecimento, o objetivo é saber como o conhecimento flui na empresa através das pessoas. Eu utilizo para entender quem são os colaboradores mais consultados por outros do time em caso de duvidas; alguma dificuldade relacionada ao trabalho ou à empresa.

Se este colaborador é tão solicitado pela restante da equipe é por que ele tem algum conhecimento importante para a operação ou ainda não foi documentado e disponibilizado para todos.

Na prática, você pode realizar uma pesquisa utilizando um formulário como o google forms para fazer apenas duas perguntas simples.

O tipo de perguntas depende muito do resultado que pretende obter. Então crie seu próprio questionário com base na realidade da sua empresa.

Eu costumo utilizar sempre estas duas:

1.Quando você se depara com uma dúvida, um problema ou uma emergência técnica relacionada à sua função de trabalho, para quem você pede ajuda?

2.Quando você precisa saber sobre a estratégia da empresa, qual caminho a organização vai seguir ou como a empresa está organizada, para quem você pergunta?

E este é o resultado:

mapa-ti.png

Na opinião de quem respondeu a pesquisa podemos observar que:

  1. O Edgar é uma referencia para a equipe na parte de negócios;
  2. Evandro é uma referencia mais técnica;
  3. E a Priscila tem um equilíbrio entre o técnico e o negócio.

O resultado vai depender muito da sua intenção nas perguntas e na interpretação correta dos participantes. Portanto, orquestre bem seu questionário.

Com isso você pode trazer essas pessoas para programas de gestão do conhecimento, mapeamentos de processos e documentação e workshops. Tudo para transferir o conhecimento que elas possuem para o máximo de pessoas na organização.

Lembre-se que o conhecimento é valioso demais para estar apenas na cabeça das pessoas. E este valor sai todos os dias pela porta da frente da empresa sem garantias de que vai voltar no dia seguinte.

Autor: Fabio Varricchio, CEO da Sensr.IT e da Gap Solutions

  • Especialização Governança corporativa – Babson | USA
  • Especialização Governança Financeira – Columbia University | USA
  • MBA Gestão de empresas e negócios
  • Pôs graduado em Segurança da Informação

Duas décadas de experiência em estratégia de TI e Gestão de Negócios, atuou em grandes empresas em projetos nacionais e internacionais. Ajuda empresas a alcançarem os melhores objetivos através de TI. É especialista em Planejamento estratégico de TI, Planejamento estratégico Digital, Delivery Services, Governança e segurança da Informação, ERP, Projetos Web, desenvolvimento de negócios, consultoria empresarial.

TI, LiderançaSensr.IT